2011/05/31

Sucesso no YouTube



Hoje o vídeo já tem mais de 25 mil acessos.
Não custa relembrar o grande sucesso!

Esse é pra quem gosta das duas versões de Loca da Shakira, apenas o clipe é da versão em inglês, mas a segunda parte é em espanhol.




2011/05/30

Cen&xemplo




"As Viagens de Gulliver" é uma comédia de 2010, com direção de Rob Letterman e protagonizado pelo comediante Jack Black. Gulliver é um funcionário do setor de expedição de um jornal de Nova Iorque, mas pretende subir de cargo nesse jornal, e ao mesmo tempo impressionar a aditora do caderno Viagens do jornal, por quem ele é apaixonado, por isso ele aceita a tarefa de fazer uma viagem e documenta-la para a nova edição do caderno. Gulliver vai para uma ilha do Triângulo das Bermudas onde ele se depara com um reino de pessoas em miniaturas, ou, ele se torna um gigante em uma terra de pequeninos. Chegando lá ele se torna um herói quando salva a filha do rei de um sequestro dos maiores inimigos do reino de "Liliput".


Até semana que vem!



2011/05/29

Amigo!


Eu não tenho esse problema! ;) Entenda quem quiser!


Roubado do Pretinho Básico



2011/05/26

Telemarketing da Claro se fu***



Elas não desistem, são piores que o Chuck Norris.
Mas a minha educação não deixa eu desligar na cara da criatura, a minha educação também não deixa eu mandar ela enfiar o tal do Plano 35 no...
Então o gongo me salvou, sim, a bateria estava acabando, ufa, 'sartei' hsauhsuahs





Maracujá Obsceno


Olha a cara de felicidade da tia, o marido dela não deve mais "dar no coro", então ela apelou pro horti-fruti, e moldou os maracujás ao seu belprazer, literalmente!

Roubado do "Cala a Boca Piangers"



Feijão de Preto #RUFAIL


Atualizado em 2011/06/03
 Feijão de Preto???


     E eles erraram novamente, no cardápio dessa semana também constava "Feijão de Preto", acho que o pessoal do RU gostou da repercussão de seu erro. O único restaurante que não precisa de divulgação pra encher de gente foi beneficiado com seu próprio erro.

     Será que na semana que vem teremos "Arroz de Branco"?



Jigaboo - Corre Corre



Jigaboo é uma banda paulista de rap, que fez muito sucesso na década de 90, principalmente em São Paulo, em função da divulgação do maior programa de rádio de rap do Brasil, o "Espaço Rap" da 105 FM.

"Corre Corre" é uma música de protesto da banda, e usa o refrão do sucesso "Polícia" do Titãs como base. Eu conheci a música através de um CD promo que fora enviado pra Rádio Universidade, há uns 7 anos venho escutando essa música e o tema utilizado está sempre atualizado, e pelo jeito sempre estará. A polícia corrupta que mata mais inocentes do que criminosos.



"Tava num carro importado
Com dois mano do meu lado
Policial parou, achou que era roubado
Saí calado apontado com as mãos pra cima
Ihh lá vem o cacetete sem vaselina
Nem depois disso me deixaram em paz
Reviraram todo o carro e não acharam o que tava atrás
O que que tem de estranho
Nunca viu dois preto e um branco
Isso daqui seria um perfeito assalto a banco ?
O meu negócio é fazer Rap irmão
Então, não tenho culpa se a música é de ladrão
Isso daqui tá me deixando louco
Levei um tiro que entrou por um ouvido e saiu pelo outro
Não sei aonde foi parar
Essa polícia mascarada como a Tiazinha do H
Tua sirene não me treme...
Eu entro no meu carro e tiro um racha com a PM

Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia
Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia
Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia
Polícia pá pá, pra quem precisa
Polícia para quem precisa de polícia

Mais uma vez ela veio como que num qué nada
Botou muito terror
Distribuiu muita porrada
Muito grito muito choro na vizinhança
A tropa do terror em forma de segurança
Vamo vê hoje quem vai ser o escolhido
Seja quem for tá fudido
Pegou o R.G. puxou a minha capivara
( Sai fora negão ) e o tapa rola na cara
Direitos Humanos cadê ?
Lei constituinte e essa porra dá velório no dia seguinte
Distruiu muita família
Assim que você ferra
Inocente abaixo de sete palmo de terra
Empurrou o flagrante ninguém pode fazer nada
Mandou mais um irmão pra gaveta gelada
Eu num vou cair na sua arapuca
Não, num vô ti dá sussego assassino filha da puta
 
Corre-corre o Jigaboo tá sendo procurado
Policial tentou seguir má foi atropelado
E ele acha que eu tava dentro do Opala
Por isso qui a minha roupa é a prova de bala
Eu tô com medo de ser confundido
Tem muito loiro de olho azul filho da puta que virou bandido
Sou contra qualquer tipo de problema um carioca da gema
Que é dificil colocar algema
Em Diadema num tava lá mais vi a cena
E não sei nem se esses cara tão cumprindo a pena
Ninguém segura essa raça que mata de graça
No fim do mês quem mata mais leva a taça
Parece caça e voceis o caçador
Tô vendo alguém me apontando no retrovisor
Oh por favor meu Senhor me proteja
Mais um policial querendo aparecer na Veja
 
Segurança pública recrutando mais
Jovens para o pelotão de Satanás
Eu tô puto da vida
Qualé, eu tô de saco cheio
Tá na hora de parar esse carro sem freio
Pobre, preto, puta primeiro
Policial te mata por causa do dinheiro
Apontou o .38 faltou com respeito
Pagando de Kojak
Pá, levô bala nos peito
Num teve papa na lingua
Num teve freio na boca
PM se fudeu
Pegou um porra loca
Nunca puxei cadeia, nunca meti os cano
Mas a Diretoria sabe o que eu tô falando
Jigaboo, Jigaboo negão do cabelo duro
Aí dona polícia eu num durmo no seu barulho
Antes que seja tarde
Antes que eu me esqueça
Tem muita bandeja querendo a sua cabeça

Polícia para quem precisa
Polícia para ela mesma
Assassino filha da puta
Ninguém vai caí na sua arapuca
Cuidado aí você do seu lado
Pode tar no seu carro importado
E o assassino pode chegar
Aí pá pá
Polícia para quem precisa
Polícia para a própria polícia"










2011/05/25

#SOSFAUNAELEVADOR



     Encontrei essa campanha no Blog do Pretinho Básico e achei meio polêmica, mas apoio ela. Trata-se de uma campanha de concientização contra o encarceiramento de animais silvestres no Brasil, criada pelo SOS Fauna. A proposta é importante, e como todas as campanhas de concientização precisam chocar, ou criar polêmica para surtir algum efeito na sociedade. Como citei nesse post "Campanhas de Concientização Europeias".

     Mas, é inevitável que alguém se sinta atingido pela abordagem, um tanto quanto, agressiva da organização, não tenho informações se ações como essa ainda estão sendo feitas pelo SOS Fauna, mas se estiverem, a qualquer momento alguém insensível ou que sofra de algum distúrbio referente à falta de espaço, como claustrofobia, irá se manifestar contra a campanha, se já não aconteceu.

     Reiterando, eu apoio a campanha! Lugar de animal silvestre é no mato, mar, ar, ou seja, onde nasceu. Você queria que uma família de macacos levasse seu bebê para morar na selva?! Então, assista o clipe e apoie, a camapanha.




2011/05/24

Tenso em Cambará





2011/05/23

Aparados da Serra - Recepção dos Graxains


Estes graxains, ou sorro para alguns, foram recepcionar os alunos de Geografia e Biologia da UFSM, que faziam uma viagem de campo em visita aos canyons do Parque Nacional Aparados da Serra, em Cambará do Sul-RS. Eles estavam próximo ao mirante natural que faz divisa com o estado de Santa Catarina, e dele é possível visualizar o litoral dos dois estados, inclusive as dunas de Torres-RS.



Marley e Eu no Cinema Especial da Globo




"Marley e Eu" (2008) é um romance dirigido por David Frankel, e protagonizado por Owen Wilson e Jennifer Aniston.

O filme foi baseado no best-seller de mesmo nome, que conta a história de amor entre um cão e seu dono. Marley é um lindo labrador que foi adotado por John (Owen Wilson) e Jenny (Jennifer Aniston), com o intuíto de suprir a falta de um filho para o casal.

John conta as façanhas de Marley em uma coluna no jornal Sun Sentinel, de Miami. mas acaba que Marley se torna quase um filho para os jornalistas de Miami, que acabam se mudando para Filadélfia, onde John arranja um emprego de jornalista no Philadelphia Enquirer.

Um dos filmes mais emocionantes dos últimos tempos, Marley e Eu toca o público pois nele é possível dimensionar exatamente o quanto um homem pode amar um animal, sendo que a recíproca também existe.







Viagem de Campo de Biogeografia


Enquanto eu subo a cena do Cen&xemplo da semana, eu trago aqui um recado para aqueles que estão esperando algum pronunciamento meu quanto à saída de campo da disciplina de Biogeografia para Cambará do Sul-RS, que ocorreu nesse fim de semana (21 e 22 de maio/2011). Como tenho muitas pautas, precisarei de tempo pra produzir tudo, então até o final da semana pretendo postar tudo aqui. Até lá!



2011/05/20

Arte na Capa - O Rock Errou - Lobão


A Arte na Capa da semana traz o recém catalogado - aqui no Projeto de Organização do Acervo da Discoteca da Radio Universidade - "O Rock Errou" do Lobão.

 

Além da música de Lobão, que é 'legalzinha' (minha opinião), essa capa do disco de 1986 tá muito interessante por outro motivo. A moça, ao lado do roqueiro na capa, era a atual namorada de Lobão, a linda atriz Danielle Daumerie, que nos dois anos seguintes estrelaria dois filmes nacionais, o primeiro em 1987 foi "As Sete Vampiras" dirigido por Ivan Cardoso, e em 1988 o derradeiro filme, "O Mistério no Colégio Brasil" dirigido por José Frazão.

O disco teve como maior sucesso a faixa 7, "Revanche". Além de Lobão e sua banda, a cantora Elza Soares também participa do disco, ela faz um dueto com o cantor na faixa 3, "A Voz da Razão".

O ano de lançamento do álbum marcaria um dos piores momentos da vida do cantor, pois em 1986 Lobão fora preso por porte drogas. Mas no ano em que esteve na cadeia ele elabora seu disco seguinte, "Vida Bandida", que  foi o álbum de maior sucesso do roqueiro.
 Título: O Rock Errou
Artista: Lobão
Gravadora: RCA Victor
Ano de Produção: 1986
Número de Faixas: 11 (6-5)
 Contracapa:

Selo lado A:



2011/05/17

Falta de acessibilidade na UFSM


(Atualizado em 2011/05/19)

Sábado à tarde fui convidado por uma amiga a assistir ao ensaio do Grupo de Dança sobre rodas Extremus, que se realiza no ginásio de musculação do CEFD/UFSM - Centro de Educação Física e Desportos. É desenvolvido pela Prof.ª Dr.ª Mara Rúbia Antunes em conjunto com acadêmicos de diversos cursos, como fisioterapia, educação física, educação especial, psicologia e pedagogia, e tem como objetivo principal a inclusão de crianças com necessidades especiais no mundo da arte, utilizando a dança como agente motivador. O grupo, que já foi até premiado no II Festival Internacional Brasil em Dança (Porto Alegre-2010), faz parte do projeto Dançando Com as Diferenças.


Mas no decorrer do ensaio eu constatei um dos muitos defeitos estruturais da UFSM, principalmente defeito de acessibilidade. Essa porta que estamos vendo é o único acesso à área destinada ao projeto, dentro do Ginásio '2' do CEFD. Só pela foto não é possível dimensionar sua largura, mas em todo momento que era preciso que as crianças se retirassem ou entrassem na seção o transtorno ocorria. Simplesmente, as cadeiras são mais largas do que a porta.

O projeto existe há dez anos, e mesmo assim ainda não houve nenhum tipo de obra no ginásio, para que as crianças possam acessar o local do ensaio com mais tranquilidade, sem todas aquelas manobras que fazem atualmente. Sensibilizado com a dificuldade no acesso eu peço aqui que alguém do CEFD ou do PROINFRA/UFSM - Pró Reitoria de Infraestrutura - abra os olhos para problemas como esse, que tenho certeza que não é singular dentro da instituição. Creio que os coordenadores do projeto tenham o mesmo desejo.

É visível a alegria daquelas crianças quando entram no ginásio, liga-se a música e começa o ensaio, não deixem que nada atrapalhe essa alegria.

 






2011/05/16

Cen&xemplo



     "Amores Brutos" (Amores Perros) é um drama de 2000 dirigido por Alejandro Iñárritu e escrito por Guillermo Arriaga. Ele é o primeiro dos três filmes de Alejandro que têm o roteiro se utilizando de várias histórias que se entrelaçam no decorrer da trama, os próximos foram "21 Gramas" e "Babel", que fecham o que ele chama de Trilogia da Vida, baseada na teoria do caos (confira uma entrevista com Alejandro Iñárritu). Babel teve maior visibilidade pois contou com investimentos de produtores americanos, o que não acontecera nos outros, produzidos apenas por sua própria produtora, a Zeta Filmes. Particularmente, acho o mexicano um cinema muito evoluido, principalmente pela veracidade dos temas abordados, nesse caso, Iñárritu e Arriaga são os melhores.

     O filme é dividido em três fases, primeiro é contada a história de amor entre Octavio (Gael García Bernal) e Susana (Vanessa Bauche), ela é casada com Ramiro (Marco Pérez), o irmão de Octavio, por quem ela é realmente apaixonada, mas as dificuldades financeiras fazem com que Octavio sujeite Cofi, seu cão a lutar em rinhas, e ele é bom, e o casal de cunhados junta dinheiro para fugir de Ramiro e viver tranquilamente.

     A segunda parte conta a história de Valeria (Goya Toledo) e Daniel (Alvaro Guerrero), ele se separou da mulher para viver com a amante, Valeria é uma top model que tem sua carreira interrompida por um acidente de carro, e isso de certa forma abala a relação dos dois.

     Por fim a história de El Chivo (Emilio Echevarria) e Maru (Lourdes Echevarria), pai e filha vivem longe por culpa dele, que largou a família e partiu para uma guerrilha, agora ele vive nas ruas, fazendo trabalhos sujos para quem o contrata, um assassino de aluguel, e dos melhores. Ele tenta de várias formas se reaproximar da filha, que o rejeita.

     Mas as três histórias seriam irrelevantes se estivessem isoladas, por isso Arriaga as deu um elo, que é justamente a cena que eu trago de exemplo. Nela se encontram, de maneira trágica, todos os personagens chave de cada história. Octavio está fugindo da gang da qual ele assassinou o chefe em uma rinha de cães; Valeria naquele momento teria seu futuro totalmente modificado, pois sua carreira terminara em função da amputação de uma perna; e Chivo estava começando a pôr em prática mais um de seus seviços, que desta vez era matar um empresário, tal morte encomendado pelo sócio e meio-irmão da vítima.

     Além disso o filme tem uma temática símbolo bem evidente, os cães são utilizados como representações do instinto dos personagens. Cofi é o cachorro de Octavio e Ramiro, e ele é um lutador nato, ganha todas as rinhas que participa, até que El Chivo o resgata do acidente, que também envolve Richie, o cão de Valeria, que passou muito tempo trancado no assoalho de seu apartamento, o que foi motivo de muitas brigas entre ela e Daniel. Por isso o título original do filme, "Amores Perros", ou seja, amores caninos, selvagens.

     Eu tive a oportunidade de assistir "Amores Perros" no Ciclo de Cinema da Facos, na última quinta-feira, com a análise do Professor e Coordenador do Curso de Jornalismo da UFSM, Rondon de Castro (Twitter).

Assista a cena no YouTube!

Até semana que vem, pessoal!



2011/05/13

Arte na Capa - Double Fantasy - John Lennon e Yoko Ono



Esse é o "Double Fantasy", último disco da carreira de John Lennon e Yoko Ono juntos, inclusive o último disco da vida de John, que cerca de um mês após seu lançamento viria a ser assassinado por um fã. O fato ocorreu na noite de 8 de dezembro de 1980, logo após John ter autografado um exemplar do "Double Fantasy" para Mark Chapman, que horas depois teria lhe assassinado em frente a seu prédio. Mark alegou ter ouvido vózes que lhe mandavam matar o astro do rock mundial.

Além disso, este disco marca o retorno de John Lennon às gravações e aparições artísticas, ele ficou parado desde 1975, colocando a carreira em segundo plano para cuidar de seu filho Sean Lennon, nascido em 1975. O disco foi bastante criticado pela participação de Yoko, que foi a algoz da saída de John dos Beatles, Yoko ainda recebeu a faixa "Woman" em sua homenagem. E após a morte de John o álbum atingiu o primeiro lugar de todas as paradas de sucesso, com a música "Starting Over" em primeiro lugar, seguida por "Woman" e "Watching the Wheels".

Contracapa:

Título: Double Fantasy
Artista: John Lennon e Yoko Ono
Gravadora: Geffen Records
Ano de Produção: 1980
Número de Faixas: 14 (7-7)

Até a semana que vem!



2011/05/11

Tempo pra mim!


     Baseado nas postagens do Blog Reticências, da minha amiga , resolvi falar de uma situação que eu presenciei hoje pela manhã, quando vi dois garotos brincando de "Polícia e Ladrão" na rua.

     Em função da paralização das escolas públicas, hoje as crianças tiveram a manhã livre para brincar, e quando eu voltava do campus passei ao lado do campo de "batalha" deles, e não pudi deixar de lembrar da minha infância, daquelas tardes na rua da minha vó, quando se reunia toda criançada da rua e brincavamos de "Polícia e Ladrão", como era bom.

     E no verão então, que tinhamos reforço das "bolinhas" de cinamomo, juntavamos alguns pedaçoes de cano velho, e compravamos um pacote de balão (bexiga de ar) e com isso se confeccionava os chamados trabucos da cidade, sim, porque "lá fora" se usavam os trabucos tradicionais, feitos de taquara. Ignorava-se os vergões pelo corpo - originados pelos tirambaços de cinamomo - ao menos que a mãe visse, aí a surra vinha mesmo.

     Mas então, hoje quando passei pelos "piazinhos" brincando na rua me deu aquela vontade de largar a mochila na calçada, pegar um pedaço de madeira e ir brincar com eles. Quando eu passava foi o momento do "tempo", lembram? Quando um dos lados da guerrilha se sentia mais vulnerável pelo posicionamento, aí se gritava aquela frase conhecida "Eu to em tempo!", quando ela é entoada tudo se pára, não importa o que esteja acontecendo, pára tudo e começam as negociações, e para voltar ao jogo se dizia "destempo".

     É uma pena que eu "não estou mais em tempo" - de pegar minha arminha de cano, que até mira tinha - e entrar na brincadeira, mas que dá saudade, isso dá.



Campanhas de Concientização Europeias


Alguns as acham fortes demais, impróprias para veiculação, outros já as acham positivas e eficientes, mas o certo é que as campanhas de concientização europeias sempre foram motivo de polêmica no mundo ocidental, eu não tive acesso à repercussão dessas imagens, mas trago elas aqui, com legenda e uma breve análise do conteúdo contestado por grupos conservadores da mídia.
"Você se preocuparia mais se isso acontecesse na porta de sua casa?"
Se refere ao descaso mundial com a pobreza em Níger, a mortalidade infantil no país africano é muito alta.

"Para se fazer um casaco de peles são necessários 120 filhotes."
Nesta imagem o publicitário usou bebês como uma analogia aos filhotes de animais mortos para a confecção de casacos de pele.

"Mais de 50% dos suicídios são cometidos por idosos."
Na imagem a senhora confecciona sua própria forca, em alusão à solidão e esquecimento dos idosos, que dominam as estatísticas de suicídio.

 
"Não existem idosos drogados. Recupere seu futuro."
A frase subentende que as pessoas que usam drogas não chegaram à terceira idade com saúde, nem ao menos com vida. A campanha tem base no alto número de jovens que morrem cedo pelo consumo de drogas.

"Detenha a catástrofe."
Nesta o Greenpeace trás a copa dá arvore com o formato de uma explosão nuclear, tratando a destruição das florestas com a mesma importância das tragédias nucleares.

"A AIDS é um assassino em série. Proteja-se!"
O assassino, que na campanha representa a AIDS, tem a aparência de um dos maiores assassinos em massa da história, Adolf Hitler.

"Não trate os outros como não gostaria que te tratassem."
Novamente se usa a imagem de um bebê para chocar as pessoas, nessa o leão marinho parece ter atacado o bebê, o que seria um contra-ataque à matança de leões marinhos.

"Entre a vida e a morte há somente 0,003 mm de látex."
A foto, sem nenhum pudor, é outra pertencente à campanha contra a AIDS.

"Você pode perder mais que a paciência."
O slogan da campanha subentende que o menino tenha sofrido algum tipo de violência dos pais, a imagem faz parte campanha contra os maus-tratos dos pais sobre as crianças.

"Justamente quando você iria começar a reciclar?"
A camapanha de reciclagem do lixo mostra o rio Tâmisa totalmente substituido por um lixão.


Sabemos que alguns países da Europa são os mais desenvolvidos do mundo, com as menores taxas de mortalidade infantil, melhores estatísticas sobre o cuidado com o meio-ambiente e os melhores institutos de saúde. Será que essa superioridade nos dados referentes à qualidade de vida na Europa não tem nada à ver com essas campanhas? O mínimo que for?!

A imagem quando choca trás muito mais realidade e permanece por mais tempo em nossa mente, eu acho que seria de muita valia a utilização de campanhas de concientização no estilo europeu, muito expositivo, hiperbólico e polêmico, principalmente no Brasil, onde sabemos que esses parâmetros de qualidade de vida estão muito aquém dos europeus.

PS: Esse expediente já foi usado no Rio Grande do Sul, pelo Grupo RBS, com a campanha "Crack Nem Pensar", que utiliza imagens fortes de usuários de crack em situações quase terminais.

PS²: Para obter outras campanhas publicitárias europeias inscreva-se no feed do blog, e as imagens serão enviadas por e-mail.